Newsletter
Receba nossos artigos diretamente no seu email.
Nome
Email
Cadastro manual: Entre em contato
 




 
 
25/06/2019
TRINTENA A SÃO JOSÉ - 29/06 a 28/07/2019
Pela perseverança e santidade dos Sacerdotes.
 
 
 

TRINTENA A SÃO JOSÉ - 29/06 a 28/07/2019

... Faremos a TRINTENA A SÃO JOSÉ, a partir do dia 29 de junho.

Um grande abraço,

Cláudio.

Intenção geral da Trintena: Pela perseverança e santidade dos Sacerdotes.

Tema: O SACERDOTE É O AMOR DO CORAÇÃO DE JESUS CRISTO!

São João Batista Maria Vianney, o Cura D'Ars

Ao final, enviar WhatsApp para a Marilene, dizendo somente quantas pessoas de sua família rezaram, a cidade e o estado, pelo número +554799561349.

Explicaremos em seguida, como nos foi solicitado pelo Cláudio, todos os detalhes que temos conhecimento sobre o que realmente é o Manto de São José e qual o valor da Trintena.

PARTE 1 – DA HISTÓRIA DO MANTO

A história do Manto de São José, que da qual postaremos o link, remonta a muitos anos atrás, certamente inspirada pelo Céu e transmitida até os dias de hoje.

Algumas igrejas de na Itália afirmam guardar como relíquias, "pedaços" do Manto de São José, que teria sido dividido em várias partes. Umas conservam-se na Igreja de Santa Anastácia, em Roma, outras na Basílica de Santa Cecília, em Assis, e em Bolonha.

Os registros mais antigos de que temos conhecimento da devoção ao Sagrado Manto de São José  é de 22 de agosto de1882, quando o Reverendíssimo Monsenhor Dom Francesco M. Petrarca, o arcebispo de Lanciano - Itália, aprovou, convidando os fiéis a fazer uso dessa devoção.

O manto marrom de São José tem um significado belo e profundo: a humildade e a simplicidade. O marrom é a cor da terra, do chão. Por isso ele simboliza a humildade e simplicidade, retratando a personalidade de São José: homem simples e humilde, do qual pouco se fala na Bíblia.

O marrom é também a cor da madeira. Por isso o Manto de São José nos lembra o ofício que ele desempenhava: carpinteiro. Portanto o manto marrom nos recorda que ele era humilde, simples, trabalhador e carpinteiro de profissão. Foi assim que ele ganhou a vida, amparou e sustentou a Sagrada Família.  José,  sempre soube ficar em “Seu” lugar. Ele estava sempre presente como guarda e tutor da Pureza e da Santidade de Nossa Senhora e do menino Jesus.  José sempre se alegrava em poder servir os seus dois amores, para que sempre tivessem o necessário, não ficava amargurado por ser uma figura secundária. José foi um justo: o Justo. 

*Nossa Senhora revelou a Maria de Ágreda os privilégios de São José*:

"Os homens ignoram os privilégios que o Senhor concedeu a São José, e quanto pode sua intercessão junto de Deus. Somente no dia do Juízo os homens conhecerão sua excelsa santidade e chorarão amargamente por não se haverem aproveitado desse meio tão poderoso e eficaz, para adquirir a amizade do justo Juiz e a salvação. Asseguro-te, caríssima, que na presença da divina justiça, é um dos grandes validos para apaziguá-la a favor dos pecadores”.

Os singulares privilégios de São José revelados à Serva de Deus Maria de Ágreda, são os seguintes:

1)  Alcançar a virtude da castidade e vencer os perigos da sensualidade carnal.

2)  Obter grandes auxílios para sair do pecado e voltar à amizade de Deus.

3)   Alcançar por seu intermédio, devoção a Maria Santíssima.

4)  Ter uma boa morte e proteção contra os demônios naquela hora.

5)   Privilégio do nome São José para afugentar os demônios.

6)   Alcançar saúde corporal e auxílio noutros sofrimentos.

7)   Para os casais terem filhos.

Estes e outros muitos favores, são concedidos por Deus àqueles que, como convém, pedem pela intercessão de São José. De minha parte, peça a todos os fiéis da santa Igreja que lhe tenham grande devoção e farão a experiência, se se dispuserem como é preciso, para merecer alcançar seus favores. (Maria de Agreda).

Também dizia Santa Teresa D`Ávila...

Assim, tomei por advogado e senhor o glorioso São José, encomendando-me muito a ele. Vi com clareza que esse pai e senhor meu me salvou, fazendo mais do que eu podia pedir, tanto dessa necessidade como de outras maiores, referentes à honra e à perda da alma. Não me lembro até hoje de ter-lhe suplicado algo que ele não tenha feito. Espantam-me muito os muitos favores que Deus me concedeu através desse bem-aventurado Santo, e os perigos, tanto do corpo como da alma, de que me livrou. Se a outros santos o Senhor parece ter concedido a graça de socorrer numa dada necessidade, a esse Santo glorioso, a minha experiência mostra que Deus permite socorrer em todas, querendo dar a entender, que São José, por ter-Lhe sido submisso na terra, na qualidade de pai adotivo, tem no céu todos os seus pedidos atendidos.

Meditação de Santo Afonso Maria de Ligório

I. Deus concedeu aos demais Santos o serem protetores numa necessidade especial; mas a São José, concedeu o “ser protetor universal”. Assim disse Santo Tomás, e Santa Teresa acrescenta que a experiência assim o demonstra. Socorrer em todas as necessidades quer dizer que São José socorre a todos que se lhe recomendam. Prova evidente disso acha-se na ordem da Igreja que de todos seja realizado o Ofício do Patrocínio de São José, onde se diz: Sperate in eo, omnis congregatio populi, effundite coram illo corda vestra (1) — “Esperai nele, toda a congregação do povo; derramai diante dele os vossos corações”.

O nosso Santo nos socorrerá não somente por inclinação de vontade, mas ainda de certa maneira reconhece-se obrigado a proteger todos os fiéis, e especialmente os que a ele recorrem; porquanto é por causa deles que recebeu a honra insigne de fazer às vezes de pai junto a Jesus. Se não fora necessária a Redenção, São José ficara privado de tão grande honra. Tendo-lhe Deus recomendado o cuidado do Redentor, encarregou-o no mesmo tempo do cuidado de todos os remidos, a fim de que nos assista e nos ajude a conseguirmos o fruto da Redenção, que é a salvação eterna.

Quão poderoso é o patrocínio de São José, avalie-se pelo fato que, juntamente com Maria, gozou da familiaridade mais íntima de Jesus Cristo. Os validos mais íntimos dos monarcas terrestres têm mais influência para obterem graças. Devemos por isso crer que, como a santidade de São José, exceção feita da de Maria, excede a de todos os demais Santos, assim a intercessão de São José, depois da de Maria, é mais poderosa para com Deus do que a intercessão de qualquer outro Santo.

Acresce que a divina Mãe, como querendo recompensar o amor que São José lhe teve, e os serviços que lhe prestou em vida, faz todo o empenho para que os rogos de seu santo Esposo sejam atendidos, pelo que, quem se assegura a proteção de José, goza ao mesmo tempo a de Maria.

II. Imaginemos que o Senhor, vendo-nos oprimidos pelas nossas misérias, nos diz o que Faraó disse ao povo do Egito, no tempo da grande falta de trigo: Ite ad Ioseph — Ide a José, se quiserdes ser consolados.

Portanto ponhamo-nos debaixo de seu precioso manto para sua proteção valiosíssima e recorramos a ele cada dia, ou antes muitas vezes cada dia, em cada necessidade. Roguemos-lhe também pelas necessidades da santa Madre Igreja.

São José, conforto dos aflitos, rogai por nós!

A devoção ao Manto Sagrado de São José, consiste em rezar por 30 dias consecutivos em honra aos 30 anos que José viveu em companhia de Jesus e Maria. Ao recitar as orações próprias do Manto de São José, o devoto irá “tecendo” um manto espiritual, que irá envolvendo a quem o recita devotamente e  em consequência vai amealhando graças e favores deste que é o maior entre os santos, pois ninguém passou tanto tempo em companhia de Jesus, além de Maria!

Quais são os atributos necessários para uma rezar uma piedosa Trintena a São José:

Estar em “estado de graça santificante”, ou seja, estar com a confissão com sacerdote em dia, no mínimo uma vez por ano”(uma vez por mês seria mais eficaz, nos diz Nossa Senhora em sua aparição no dia 10 de junho de 2019), e participação piedosa da Santa Missa dominical, podendo ser aos sábados para quem não tem possibilidade de ir no domingo, ou até pela televisão, para quem está acamado ou impedido por motivo grave de deslocar-se até a Igreja local e valer-se de uma grande devoção e por consequência muitas orações pelas almas do purgatório.

Link para ler a história do Manto de São José e as orações:

http://www.salvaialmas.com.br/?cat=20&id=2968

Link para baixar a história do Manto de São José e as orações em formato word:

http://www.salvaialmas.com.br/upload/anexo-25-06-2019-manto_de_sao_jose.docx

 

 

PARTE 2 – DO MANTO TOCADO POR SÃO JOSÉ, NOSSA SENHORA E O MENINO JESUS

A tempos atrás, passando por grande dificuldade, muito maior do que teria condições de resolver em anos, depois de minhas orações, ao olhar meu WhatsApp, recebi de uma amiga, mensagem contendo a história e as orações do Manto de São José. Como tenho o nome do meio de José, fui consagrado a Ele e já tinha devoção a São José, ainda que muito tímida, vi ali uma pequena luz.

Nem bem terminava de ler a história do manto, recebi de outro amigo uma pergunta, se sabia o significado de uma estampa, onde estava escrito “ITE AD IOSEPH” ou Ide a José! Percebi que este seria o caminho e logo me propus a começar a TRINTENA A SÃO JOSÉ. Não por acaso, estávamos nos avizinhando  do dia de São José e como nossa Comunidade tem como seu segundo padroeiro este  santo e aqui encontra-se o Morro de São José, onde acontece uma procissão, que sai da Igreja Matriz e depois faz-se a subida do morro, por trilhas no meio do mato, necessitando muito esforço e amor para tanto, que pensei na possibilidade de mandar fazer um mantinho e divulgar as orações do Manto de São José para comemorar o seu dia e resolvi falar com uma das lideranças de nossa Comunidade, que mora em frente a minha casa e qual não foi minha surpresa, ao apresentar as orações, ela me disse, “poderíamos fazer um livrinho e mandar fazer uns mantos de tecido para serem abençoados e distribuídos no dia de São José”. Tudo no mesmo dia. Creio que entre a hora que estava atribulado e recebi a mensagem até o momento de apresentar as orações e propor que fossem divulgadas, não se passou mais de uma hora. Estava mais que confirmado que deveríamos fazer os mantinhos e começar a divulgar a devoção.

Como nosso carisma principal, na Missão Salvai Almas é a libertação das almas do purgatório, e nas orações do Manto de São José são citadas diversas vezes as almas do purgatório, resolvi mesclar com as orações da Trintena, o Terço do Amor pelas almas do purgatório, ensinado por Nossa Senhora e levei para colocar em oração, sendo aprovado. Logo que foi confeccionado, levei também os Mantos de São José que foram igualmente aprovados.

Diante disso, tomei a liberdade de fazer algumas perguntas a Nossa Senhora, por intermédio do Cláudio, que passo a descrever agora:

No dia 23 de março de 2019

1 - Quanto ao Manto de São José, Ele pode tocá-lo junto com a Senhora e quem sabe o Menino Jesus?

Sim! José o tocará (no final fomos informados pelo Cláudio que além da Mãezinha, também São José e o menino Jesus tocaram o Manto).

2 - O Manto será um sacramental?

Sim!

3 - Devemos divulgar esta devoção como uma devoção do Movimento Salvai Almas?

Sim!

4 - Para que fim o Manto servirá?

Nas angústias que virão!

No dia 10 de junho de 2019

Sobre os Mantos de São José e os livrinhos...

Peço perdão, pois algumas perguntas já haviam sido feitas, mas gostaria de distribuir suas respostas junto com os Mantos e livrinhos, então repito algumas e faço outras:

1 – A história do Manto publicada no livrinho é verdadeira, ou seja, ocorreu mesmo?

Sim!

2 – O Manto foi mesmo presente da Senhora a Ele?

Sim!

3 – Estes Mantos, abençoados(por sacerdote) e tocados nas aparições, terão a mesma eficácia que o original, ou seja, cura de doenças, restabelecimento da paz nas famílias, prevenção e solução em caso de sinistros e catástrofes, cura de males espirituais, conversão de pecadores, cura de vícios e dependências, resolução de problemas financeiros, desde que casos justos e tudo o mais que for para o bem da pessoa, sem prejuízo de outros e para a salvação de suas almas?

Tem a mesma eficácia, pois tem o meu “toque”!

4 – Para algo mais eles servirão?

No final do tempo, a Proteção para quem o tem!

5 – Quais as condições para que os Mantos sejam eficazes nas causas acima mencionadas, além de estar em estado de graça, com a confissão com sacerdote no mínimo uma vez por ano e Santa Missa aos domingos, rezar as orações que estão no livrinho e propagar a devoção a São José?

Confissão mensal seria mais eficaz

6 – Podemos continuar a divulgar os Mantos por todas nossas mídias sociais, nos Cenáculos e outros eventos?

Sim!

7 – Os Mantos continuarão a receber Seu toque nos Cenáculos e também o toque de São José com o menino Jesus?

Sim!

8 – Quer dizer algo as pessoas que receberem o Manto?

Abriguem-se no Manto de José!

E sejam humildes como Ele!

Ele vos abrigará em Seu grande coração!

Baseado nisto julgo necessário acrescentar que como na história, por intermédio do Manto, Ismael conseguiu as graças de cura de doenças, cura do animal que certamente lhe disponibilizava o alimento, em forma de leite e seus derivados, a extinção de um incêndio na casa de seu pai, sua conversão pessoal, mudança de temperamento da esposa e consequente harmonia no lar, tornou-o propenso a perdoar e mais que isso, levou-o a fazer gestos concretos de desapego, oferecendo a José toda a madeira que necessitasse e perdoando sua dívida, colocando à disposição Dele sua casa, seus bosques, seu gado e todas suas riquezas, recebeu as dívidas que pensava já serem impossíveis de serem recebidas e também levando em conta as perguntas respondidas por Nossa Senhora, pelo qual podemos afirmar, que podemos ser curados de doenças, dependências, vícios, conquistarmos harmonia em nossos lares, proteção contra males físicos e espirituais, a conversão de nossos familiares e entes queridos a provisão de nossas necessidades materiais e até a realização de nossos sonhos, desde que não interfiram na salvação de nossas almas então podemos fazer nossas as palavras de Santa Teresa, que deixou escrito em suas memórias: ”Qualquer graça que pedirdes a São José, será certamente concedida”... desde que:

1 – Rezemos piedosamente a Trintena, como mencionado anteriormente.

2 – Acompanhar esta devoção com a promessa de uma oferta para o culto do Santo, que pode ser, entre outras a de distribuir estes livrinhos e Mantos a mais pessoas, ajudar uma Igreja ou capela que tenha São José como patrono ou alguma Confraria que se dedique a divulgação deste santo.

3 – Ter uma grande devoção e rezar com frequência pelas almas do purgatório e sempre que possível visitar cemitérios, pedindo pela libertação das almas dos que ali encontram-se e pelas almas mais necessitadas.

4 – Ter a firme decisão de perseverar nas fileiras dos que vivem sob Seu patrocínio.

5 – Tornar públicas as glórias de São José e divulgar sua devoção e as orações que o honram.

Para informações sobre o livrinho de orações e o Manto de São José, abençoado e tocado nas aparições, você pode usar um destes contatos:

Carlos José Longo

Telefone:   047 99292 4567

Whatsapp: 047 99121 4567

Correio: Carlos José Longo Cx. Postal 122 – CEP 88.360-000 – Guabiruba - SC

 

 

BAIXE O ÁUDIO DA TRINTENA DE SÃO JOSÉ

 

 

 

 

 

 

 
 
Artigo Visto: 1657 - Impresso: 44 - Enviado: 2
 

ATENÇÃO! Todos os artigos deste site são de livre cópia e divulgação desde que sempre sejam citados a fonte www.salvaialmas.com.br

 

Visitas Únicas Hoje: 700 - Total Visitas Únicas: 2113279 - Usuários Online: 64
Copyright 2015 - www.salvaialmas.com.br - Todos os Direitos Reservados
Desenvolvido por: www.espacojames.com.br/sites