Newsletter
Receba nossos artigos diretamente no seu email.
Nome
Email
Cadastro manual: Entre em contato
 




 
 
25/06/2009
Morro do Baú
A tragédia se repetirá?
 
 
 

                Cemitério Nossa Senhora da Gloria

 Visitantes: Otavio, Maria Onelia, Jaqueline, Geraldo, Darlete, Marilene, Felipe, Carine, Artur

 “Paz!”

Muito Obrigada.

Mas não estais isentos de ver novos assaltos...

Por mais duas vezes testemunhareis tais desastres e o último arrasará o lugar!

Continuai rezando pelas almas: elas rezam por vós.

Ficai, no entanto, tranqüilos, pois Deus vos protegerá e a todos os que com Ele caminham!

Continuai caminhando e amando as almas: todas, no Céu, são vossas intercessoras especiais.

Muito Obrigada.

(Quando acontecerá?)

O Pai não marcou a hora, mas já o espaço é muito curto! Amém!

Eu vos abençôo, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém

Maria, Mãe do Universo

 Comentário

 Presenciamos, neste local chamado Baú Baixo, os estragos causados pelas enchentes de Novembro próximo passado.

Apesar de já se verem algumas construções novas, a marca da tragédia aparece em todos os lados: arrosais aterrados, propriedades sem condições de recuperação, casas soterradas e os morros, por todos os lados cortados formando grandes barreiras que denunciam a olhos vistos, novos desastres a qualquer momento.

O Morro do Baú, antes tão visitado por causa de sua beleza, sua imponência, suas cachoeiras, agora apresenta-se aterrador, parecendo dizer: - Cuidem-se! Vou descer mais...

Mas, apesar de tantas mortes, tantas perdas, a vida humana continua: o homem não tem medo e desafia a natureza...

No Cemitério, os túmulos dos atingidos estão marcados com placas e fotos... Alguns deles foram encontrados há até 8 quilômetros longe dali, alguns dias depois da tragédia, completamente deformados...

No galpão da Paróquia o Padre e alguns moradores, faziam os caixões, em madeira bruta – caixas – afim de enterrar os mortos, pois não havia meios para se deslocar a outros lugares, durante vários dias.

O povo agora está mais triste... É difícil voltar ao que era. Amém!

Cláudio

 Ilhota (SC), 21 de Junho de 2009

 

 

 
 
Artigo Visto: 2659 - Impresso: 36 - Enviado: 25
 

ATENÇÃO! Todos os artigos deste site são de livre cópia e divulgação desde que sempre sejam citados a fonte www.salvaialmas.com.br

 

Visitas Únicas Hoje: 93 - Total Visitas Únicas: 1672608 - Usuários Online: 35
Copyright 2015 - www.salvaialmas.com.br - Todos os Direitos Reservados
Desenvolvido por: www.espacojames.com.br/sites