Newsletter
Receba nossos artigos diretamente no seu email.
Nome
Email
Cadastro manual: Entre em contato
 




 
 
06/05/2009
Vilson Heckert
Agora consigo ver tua alma
 
 
 

       AGORA CONSIGO VER TUA ALMA

 

Desde criança, o Vilson era companheiro: alegre, feliz, conquistava as pessoas com facilidade e as encantava com sua maneira de conversar, de apoiar, de aconselhar... Cresceu assim... e viveu assim. Casou-se com Andréa e agiu assim!

Sua vida de casado foi uma cruz:

- Não por causa da esposa – ele diz – nem por causa das crianças, mas por causa do trabalho, das doenças, das ciladas, das incompreensões...

Na verdade, o Vilson nunca culpa ninguém: ele sempre se coloca como o culpado de tudo.

- Eu sei que preciso melhorar... preciso mudar!

Sempre foi prestativo: na doença de sua filhinha Rita, – hoje com 7 anos – portadora de hepatite C; na doença da Andréa; nas necessidades dos amigos e parentes...

No trabalho, sofrendo as injustiças e trabalhando com honestidade, determinação e desvelo.

Mas sempre cobrado por sua própria família: sua cruz maior foi realmente causada pelo ciúme doentio de sua esposa. E, no entanto, ele jamais a traiu, com quem quer que fosse!

Tudo fazia para agradar a esposa e aceitava com resignação o que o mundo a ele oferecia...

Nas enchentes ocorridas, perdeu tudo! Na verdade, era o mais pobre dos filhos do Cláudio: mas sua casinha pequenina lhe dava conforto, amor, paz! Mas perdeu tudo! Não chorou!

Amigos do Movimento Salvai Almas, o permitiram adquirir outra casa, também pequena, velha, em Porto Belo e assim pode cumprir uma palavra de Nossa Senhora, que disse certa vez:

- O Vilson virá morar em Porto Belo, para ajudar na Missão!

Sempre que podia, ele ajudava na Missão – porém sempre com muitas limitações, quase sem tempo. Mas fazia por amor!

Tudo fazia por amor!

Quando veio morar aqui, percebemos que ele lavava suas próprias roupas; que quase não tinha roupas e que por isso precisava lavar as que tinha: apenas duas peças de calças e duas camisas, todas já surradas pelo trabalho...Para ir à Santa Missa, amigos do Movimento doaram algumas camisas e algumas calças...

Mas nunca se queixou! Para ele, o importante era que sua esposa e filhas tivessem o melhor...

No dia 10 de Março deste ano a Giane – sua filha – perguntava à Nossa Senhora em um bilhete sobre sua mamãe, e esta foi a resposta:

- Deus Pai vai colher a tua mamãe, pois precisa de flores no Céu!

No dia 20 de Março, Andréa foi internada em estado grave no hospital Santa Isabel, em Blumenau; nos últimos dias de Abril, em Itajaí, no Hospital Marieta Konder Bornhausen, onde veio a falecer na tarde do dia 03.

Não foi a doença da Andréa que o massacrou, mas as perseguições, os ataques, as línguas que o acusavam de incompetência, descuido, falta de amor, etc. Pessoas que na verdade, não sabem o que é amor: não vivem e nunca viveram o amor.

Ao lado do caixão chorava em silencio – como sempre fazia – e rezava pela alma daquela que sempre amou, enquanto a seu lado, pessoas o injuriavam e criticavam com palavras duras... calado, sem revides, rezava e pedia perdão!

Perdão de que?

Com a mãe Norma, que não o deixou um minuto sequer, ele cuidou de tudo, ou melhor: de tudo o que envolvia dinheiro, pois para isso sempre se prestou.

Quando saía de casa, após a noticia do falecimento, pedira ao pai:

- Pai, peça para as pessoas do Movimento Salvai Almas, para rezar pela alma da Andréa, pois só isso eu desejo: que ela vá ao Céu!

Andréa, do purgatório, saiu para o Céu no momento em que, ao lado de seu caixão e de joelhos, ele rezava por ela e lhe pedia que perdoasse todos os maldosos...

- Andréa está no Céu! Deus seja louvado!

No momento de sair para o cemitério, veio a noticia de que não seria possível enterrar no tumulo preparado, pois estava cheio de água e embora os trabalhadores tentassem durante horas e horas a esvaziá-lo, não conseguiam. Vilson e Norma, correram para o local, a fim de tentar resolver o impasse durante o translado, e a solução apresentada foi a de colocar o caixão em gavetas, pelo menos até o dia seguinte...

- Em gaveta, jamais! Não queremos que seja colocada na gaveta, diziam pessoas da família de Andréa e por isso deveriam encontrar outra solução. E, durante o trajeto, antes do funeral chegar ao cemitério, os operários construíram um tumulo novo, em tempo ”record”, para que Andréa encontrasse um lugar aprazível, seco, novo...

Já no Cemitério, durante o enterro, foi alvo de impropérios, calúnias, críticas, por parte de algumas pessoas da família de Andrea, mas, ao lado de sua mãe e filhinhas, não dizia nada, e, calado, sofria a dor que não desejava para ninguém: a incompreensão, a calúnia, o ódio... unicamente porque soube amar e se dedicar com desvelo à sua família, não deixando se corromper pelos convites do mundo...

Uma pessoa que tudo observava disse:

- Agora pude ver a guerra entre o bem e o mal: Meu Deus: pareciam demônios rugindo em torno do Vilson!

Outra disse:

- Eu já amava o Vilson quando ele fazia o papel de Jesus nas encenações da Via Sacra em Porto Belo, mas agora o amo mais ainda porque vejo o próprio Jesus nele!

Contudo, a Salete, uma tia da Andrea, veio até o Vilson e Norma, pedir perdão, por tudo o que sua família cometia de errado. Aliás, esta Tia tentava conciliar a situação, usando de seu amor e compreensão, dando sempre apoio ao Vilson.

E, para ele a Andrea diz, quando deixou o purgatório:

- Agora consigo ver tua alma! Isto é lindo demais. E se vou ao Céu, você sabe que não é por mérito meu, mas porque, mais uma vez, você me desejou o melhor... Agora terei de deixar nossas filhas nas tuas mãos... Mas sei definitivamente que devo confiar em ti! Agora sei! Amém!

E Nossa Senhora diz:

- Filhinho Amado! Você cumpriu com lealdade a Missão. Agora, vá à Missão principal que Deus a ti confiou: a busca das almas.

Muito obrigada por venceres as provações...

Deus e Eu te amamos demais! Amém!

Maria, Mãe do Universo!

E, o Vilson, aqui está, perto de nós, e como sempre, temos certeza disso, cumprirá com amor os desígnios do Céu! Amém!

 

Cláudio Heckert  

Porto Belo - SC - 04 de Maio de 2009

 

 

 

 

 

 
 
Artigo Visto: 2100 - Impresso: 50 - Enviado: 24
 

ATENÇÃO! Todos os artigos deste site são de livre cópia e divulgação desde que sempre sejam citados a fonte www.salvaialmas.com.br

 

Visitas Únicas Hoje: 364 - Total Visitas Únicas: 1895878 - Usuários Online: 61
Copyright 2015 - www.salvaialmas.com.br - Todos os Direitos Reservados
Desenvolvido por: www.espacojames.com.br/sites