Newsletter
Receba nossos artigos diretamente no seu email.
Nome
Email
Cadastro manual: Entre em contato
 

Você está em: O Céu Fala / Catalina / Catalina - V



 
 
08/01/2008
Catalina - V
 
 
 

 Sua herança: Caridade, humildade, coragem.

 Dela só ficou o amor que nos deixou, sua profunda caridade para com o próximo,

a admirável humildade que reconhecia nela quem a conheceu, sua coragem

exemplar e o desejo de expiação por nossas culpas, para chegar mais purificada

aos braços do Senhor...

Penso sorrindo: que surpresa ela terá tido ao ver que dois filhos a despediam e o

mais novo a esperava lá!... Não deixo de agradecer ao Senhor que esteve em cada

detalhe, e esse Coração maravilhoso de nossa Mãe do céu, que perfumou toda a

minha casa com um perfume de flores desde o momento em que começou sua agonia.

O espírito voa para Deus

Por volta das 9 horas da noite, eu rezava diante do quadro do Coração de Jesus.

De repente, este começou a encher-se de luz. O Coração começou a crescer até

alcançar um tamanho bem grande, de tal modo que diante de mim havia somente

uma luz dourada e mais nada, tudo o mais havia desaparecido.

No meio dessa luz vi uma mulher de costas, vestida com um traje branco comprido,

que parecia feito de gaze. Dava-me a impressão de vê-la voando, mas erguida,

como se correndo, porém sem mover os pés. O cabelo comprido lhe chegava

até o meio das costas, castanho, bastante ondulado, salpicado com flores brancas

como amor-perfeito, eram lindas flores naturais.

Atrás dela iam, em duas filas, pessoas vestidas com túnicas de tom pastel: azul

celeste, rosa, verde... Pouco olhei para elas.

Logo pensei que a mulher podia ser minha mãe, mas estava jovem, e me lembrei

que nunca a vi com o cabelo tão comprido... Por uma fração de segundos, ela se

voltou para me olhar e pude reconhecê-la! Com um belo sorriso, mas jovem, muito

jovem, enquanto prosseguia seu vôo para essa enorme Luz, que é certamente onde

se encontra o Trono de Deus.

Essa visão mitigou minha dor e senti uma grande paz; rodeava-me aquele silêncio

que senti certa vez quando um sacerdote, depois de me impor as mãos, ajudou-

me a conhecer aquele estado especial conhecido como “repouso no Espírito”.

Devo comentar que durante a celebração da Santa Missa com o corpo presente

de minha mãe, quando o sacerdote rezava o responso e dizia: “Que os anjos te levem

para o céu; que os mártires te acolham à tua chegada; e te introduzam na cidade

santa...”, Jesus me falou:

- Foi isso o que viste... – disse-me.

Chorei de alegria, agradecida ao meu Senhor por cada uma de suas delicadezas

nesses momentos de tanta dor. Obrigada, Senhor, porque cuidas de cada detalhe

para me demonstrar Teu infinito Amor!

Dor e misericórdia

No dia 29 o Senhor me disse:

- O ouro se prova no ardente crisol. Tudo o que estais vivendo é necessário para o

crescimento... Eu te amo muito, crê nisso, e ama-Me mais. Embora creias que não

podes amar mais, continua exercitando-te nisso, o amor é como um recipiente de

borracha que se dilata, com a única diferença de que o recipiente não arrebenta

mas se afina até converter-se em material nobre.

Mais tarde prosseguiu:

- Meu desejo é que toda alma seja santa para chegar até Mim no momento de sua

morte, e permanecer no Reino que o Pai lhe tem preparado desde sempre. No entanto,

desejo purificar essa alma ainda na terra, para que, na medida do possível, não

purgue o que lhe faltou limpar em vida. Por isso, quando uma pessoa está bem disposta

e deseja Me conhecer, amar-Me, dar-Me a conhecer e purificar-se na terra, Eu

faço Meu trabalho de oleiro e modelo esse barro algumas vezes acrescentando algo

mais que água para afinar a massa; outras vezes, batendo ou apertando a massa

para amaciá-la e, quando está lisa, Eu a cozinho no forno ardente das virtudes, para

que essa obra fique suave ao tato, brilhante e digna de ser apresentada e oferecida

a um Rei.

Embora tivesse a certeza de ter visto a viagem de minha mãe até o Trono do Senhor,

eu me perguntava se sua alma teria que expiar um tempo no Purgatório...

Foi então que o Senhor me disse:

- Por que permites que o demônio semeie dúvidas em tua mente? Confia e ora...

Não compreendereis até que estejais deste lado, mas embora tenhais a quase certeza

(como revelei a certas almas) de que seus mortos já gozam do Paraíso, continuai

rezando por eles, porque desse modo concluireis o que a eles faltava ou aumentareis

o que outras almas próximas apresentaram em suas mãos ao se

encontrarem Comigo.

Quando disse “Vinde a Mim todos os que estais cansados ou oprimidos...”, também

o disse para ti. Muitas coisas que Eu permito ou que envio, às vezes parecem

tolas ou injustas. A fé tem que ensinar-vos que Eu planejo tudo para o bem. Lembra

que a alma que conserva a paz e a fé na adversidade tem o direito de esperar Meu

Amor e seus benefícios.

Como presente especial de Deus tivemos a visita de nosso Assessor Eclesiástico

Internacional, um grande amigo e sacerdote muito ungido pelo Senhor, que celebrou

junto com meu diretor espiritual uma Missa de cura e perdão, na qual sentimos

muito fortemente a Presença viva de Jesus entre nós. Ambos sacerdotes estavam

unidos a Jesus no amor e na piedade por esta porção de Seu Povo sofredor.

Minha família e um casal muito querido por nós, a quem sempre deveremos

gratidão, participamos da Eucaristia. Quantas coisas há para curar na alma de

cada ser humano! Com gratidão pudemos comprovar isso.

 


 
 
Artigo Visto: 2314 - Impresso: 76 - Enviado: 18
 

ATENÇÃO! Todos os artigos deste site são de livre cópia e divulgação desde que sempre sejam citados a fonte www.salvaialmas.com.br

 

Visitas Únicas Hoje: 219 - Total Visitas Únicas: 1635030 - Usuários Online: 36
Copyright 2015 - www.salvaialmas.com.br - Todos os Direitos Reservados
Desenvolvido por: www.espacojames.com.br/sites