Newsletter
Receba nossos artigos diretamente no seu email.
Nome
Email
Cadastro manual: Entre em contato
 




 
 
30/10/2014
Halloween
A história do Halloween
 
 
 

HALLOWEEN

 

O Halloween é uma festa comemorativa celebrada todo ano no dia 31 de outubro, véspera do dia de Todos os Santos. Ela é realizada em grande parte dos países ocidentais, porém é mais representativa nos Estados Unidos. Neste país, levada pelos imigrantes irlandeses, ela chegou em meados do século XIX.

História do Dia das Bruxas

A história desta data comemorativa tem mais de 2500 anos. Surgiu entre o povo celta, que acreditava que no último dia do verão (31 de outubro), os espíritos saiam dos cemitérios para tomar posse dos corpos dos vivos. Para assustar estes fantasmas, os celtas colocavam, nas casas, objetos assustadores como, por exemplo, caveiras, ossos decorados, abóboras enfeitadas entre outros.
Por ser uma festa pagã foi condenada na Europa durante a Idade Média, quando passou a ser chamada de Dia das Bruxas. Aqueles que comemoravam esta data eram perseguidos.
Com o objetivo de diminuir as influências pagãs na Europa Medieval, a Igreja cristianizou a festa, criando o Dia de Finados (2 de novembro).

Símbolos e Tradições

Esta festa, por estar relacionada em sua origem à morte, resgata elementos e figuras assustadoras. São símbolos comuns desta festa: fantasmas, bruxas, zumbis, caveiras, monstros, gatos negros e até personagens como Drácula e Frankestein.
As crianças também participam desta festa. Com a ajuda dos pais, usam fantasias assustadoras e partem de porta em porta na vizinhança, onde soltam a frase “doçura ou travessura”. Felizes, terminam a noite do 31 de outubro, com sacos cheios de guloseimas, balas, chocolates e doces.

Halloween no Brasil

No Brasil a comemoração desta data é recente. Chegou ao nosso país através da grande influência da cultura americana, principalmente vinda pela televisão. Os cursos de língua inglesa também colaboram para a propagação da festa em território nacional, pois valorização e comemoram esta data com seus alunos: uma forma de vivenciar com os estudantes a cultura norte-americana.
Muitos brasileiros defendem que a data nada tem a ver com nossa cultura e, portanto, deveria ser deixada de lado. Argumentam que o Brasil tem um rico folclore que deveria ser mais valorizado.
Para tanto, foi criado pelo governo, em 2005, o Dia do Saci (comemorado também em 31 de outubro).

 

DIA DE SATANÁS


Nossos pais estão deixando as crianças se vestirem de demônios e sairem para perturbar as famílias, com "brincadeiras inocentes", tipo assim: ou você nos dá aquilo que queremos, ou te perturbamos a vida! Exatamente como diabo quer que seja: ou nós damos a ele nossas almas, ou ele nos perturba o tempo inteiro.
Recentemente uma satanista que se converteu, disse com todas as letras que em muitas localidades dos Estados Unidos, onde as pessoas celebram esta festa de satã, o próprio Lúcifer aparece visível, e somente não pode se apresentar em todos os lugares, porque ele não tem o dom da bilocação. Se aparece lá, pode estar também ao lado do seus filhinho, de sua filhinha bruxinha inocente, dizendo a elas como devem agir.

Depois, quando se tornam rebeldes, eis a boca aberta de muitos destes pais a clamar: que é que eu fiz de errado com esta criança? Tem agora a resposta: vistam-nos agora de bruxas, amanhã se tornarão rebeldes e maus.

Época estranha essa em que vivemos! Enquanto a tecnologia progride a passos largos e a ciência faz avanços outrora impensados, muitos homens voltam à espiritualidade das cavernas.

Causa espanto o número de pessoas que se arriscam numa espiritualidade ocultista, como se das trevas pudesse vir boa coisa. Quem se lança ao ocultismo faz como as crianças que enfiam a mão no buraco da parede de uma casa há muito abandonada; sua experiência tende a não ser das melhores.

Há um sem número de pessoas que andam à cata de magos, feiticeiros, cartomantes e outros, numa tentativa desesperada de manipulação do mundo sobrenatural. Há quem reconheça todo o mal que é o satanismo, mas o prefere mesmo assim pela ilusão de uma resposta imediata à sua causa; mesmo os que por brincadeira recorrem à essa opção, introduzem a própria alma num estado de grande desgraça, pois a simples intenção de dominar ilicitamente por meio de forças ocultas a vida alheia e a natureza das coisas o entrega ao poder do tentador.

É de pasmar as figuras monstruosas que passaram a fazer parte dos programas de televisão, filmes, desenhos animados; onde o mal é apresentado com simpatia, de forma atraente, sedutora. Vemos muitos de nossos jovens e crianças orgulhosos por serem temidos, considerados maus, bad boys; Mas o que pasma mesmo é que as pessoas achem normal e celebrem isso.

Halloween é um culto ao horror, é uma celebração ao mal, às forças ocultas, à manipulação do sobrenatural. Atrás da desculpa de uma festa, de uma brincadeira, esconde-se uma familiarização com tudo aquilo que se opõe a Deus; é celebrar a amizade com os inimigos do bem.

Atentando à data desta festa percebemos que ela é uma afronta, é uma contraposição à celebração do dia de todos os santos. É preciso abrir os olhos e perceber que Deus se revelou, então não há mais nada no oculto que nos interessa; somos da luz e não das trevas, e como filhos da luz é que devemos viver.

"Outrora éreis trevas, mas agora sois luz no Senhor: comportai-vos como verdadeiras luzes... Procurai o que é agradável ao Senhor, e não tenhais cumplicidade nas obras infrutíferas das trevas; pelo contrário condenai-as abertamente". (Ef 5, 8;10-11)

 

 
 
Artigo Visto: 2398 - Impresso: 27 - Enviado: 19
 

ATENÇÃO! Todos os artigos deste site são de livre cópia e divulgação desde que sempre sejam citados a fonte www.salvaialmas.com.br

 

Visitas Únicas Hoje: 765 - Total Visitas Únicas: 1820527 - Usuários Online: 85
Copyright 2015 - www.salvaialmas.com.br - Todos os Direitos Reservados
Desenvolvido por: www.espacojames.com.br/sites