Newsletter
Receba nossos artigos diretamente no seu email.
Nome
Email
Cadastro manual: Entre em contato
 




 
 
17/07/2009
Missão em São Paulo II 2009
Ainda o primeiro dia - 25 de junho
 
 
 

Viagem a São Paulo - Ainda o Primeiro Dia, 25 de Junho de 2009

 A propósito do Milagre da Eucaristia, relatado na primeira parte, devemos aqui acrescentar o que Jesus falou através do Cláudio, à viva voz, após o Milagre. Devemos também lembrar que aqui não se trata da “fala literal” de Jesus, já que não houve a possibilidade de gravar este momento, mas procura-se dar o máximo de aproximação do que Jesus falou. Eis o que Ele disse:

- Filhinhos! Quando Eu disse: “Fazei isto em memória de Mim”, não me referia somente à Transubstanciação ou à Comunhão. Não me referia ao fato de me comungarem, de beberem o meu sangue, mas os convidava a fazerem o que fiz, isto é, seguir os meus rastros de sangue; dar a vida como Eu a dei!

Este convite forte de Jesus cala profundamente em nosso coração, e até nos assusta!

Quem tem coragem?

De fato, quantos se aproximam da Comunhão, sem ter noção alguma do que está fazendo! Ignorando completamente a presença de Jesus. Ignorando o Mistério presente no Altar!

É fácil! Muito fácil comungar! É só seguir a fila!

Milhares de pessoas se condenam ali. Exatamente ali!

Pudemos observar numa Santa Missa, no Santuário Santa Paulina, no Domingo, dia 12, quando pessoas chegavam a todo o momento na Capela onde se celebrava a Santa Missa, e sem qualquer reverência ou escrúpulo se colocavam nos bancos ou nos cantos onde havia lugares. E assim, durante toda a Santa Missa. No momento da Comunhão, TODOS foram comungar, mesmo os que haviam chegado à última hora... E mais ainda: ao comungarem, saiam da Capela para continuar o “passeio” pelo Santuário.

Este é o Domingo para muitos: Passear, fazer turismo... De fato, o que se percebe nas excursões a Santuários ou outros lugares Santos é a vontade de passear, de comer, de comprar, de contemplar lugares, de fotografar...

Onde fica o Santo? Onde fica Jesus?

E Jesus, com seu jeito sublime de amar, de vez em quando se manifesta, mostrando a sua vontade de trazer os filhos de Deus para si, fazendo-os perceber a Sua Divindade, o Seu Sacrifício, a Sua caminhada de sangue em conseqüência de Seu Amor.

Mas onde está a coragem dos que se dizem filhos de Deus?

Na verdade, nós os católicos, somos os que menos temos coragem de viver Jesus. De conviver com Jesus: de testemunhá-lo!

Onde está a nossa história? Que história estamos fazendo?

Porque precisamos fazer história: precisamos conduzir o arado! E ai de quem não o conduz! Ai de quem para o arado!

Podemos lembrar agora uma frase do Saudoso Papa João Paulo II, dita em 18 de Maio de 1980:

“Os homens que sabem olhar para o futuro são aqueles que fazem a história; os outros são arrastados e acabam ficando à margem.”

Estamos à margem?

Cláudio Heckert

 Porto Belo (SC), 15 de Julho de 2009

 

 

 

 
 
Artigo Visto: 1922 - Impresso: 38 - Enviado: 16
 

ATENÇÃO! Todos os artigos deste site são de livre cópia e divulgação desde que sempre sejam citados a fonte www.salvaialmas.com.br

 

Visitas Únicas Hoje: 123 - Total Visitas Únicas: 1908151 - Usuários Online: 61
Copyright 2015 - www.salvaialmas.com.br - Todos os Direitos Reservados
Desenvolvido por: www.espacojames.com.br/sites